Thursday, 25 December 2008

Oração a mim mesmo

Check out this SlideShare Presentation:
Gregory Colbert
View SlideShare presentation or Upload your own. (tags: mensagem imagem)

Transcrição da apresentação

Fotografias: Gregory Colbert
Texto: Oswaldo Antônio Begiato

Que eu me permita olhar e escutar e sonhar mais. Falar menos. Chorar menos.
Ver nos olhos de quem me vê a admiração que eles me têm e não a inveja que prepotentemente penso que têm.
Escutar com meus ouvidos atentos e minha boca estática, as palavras que se fazem gestos e os gestos que se fazem palavras.
Permitir sempre escutar aquilo que eu não tenho me permitido escutar.
Saber realizar os sonhos que nascem em mim e por mim e comigo morrem por eu não os saber sonhos.
Então, que eu possa viver os sonhos possíveis e os impossíveis; aqueles que morrem e ressuscitam a cada novo fruto, a cada nova flor, a cada novo calor, a cada nova geada, a cada novo dia.
Que eu possa sonhar o ar, sonhar o mar, sonhar o amar, sonhar o amalgamar.
Que eu me permita o silêncio das formas, dos movimentos, do impossível, da imensidão de toda profundeza.
Que eu possa substituir minhas palavras pelo toque, pelo sentir, pelo compreender, pelo segredo das coisas mais raras,
pela oração mental (aquela que a alma cria e que só ela, alma, ouve e só ela, alma, responde).
Que eu saiba dimensionar o calor, experimentar a forma, vislumbrar as curvas, desenhar as retas, e aprender o sabor da exuberância que se mostra nas pequenas manifestações da vida.
Que eu saiba reproduzir na alma a imagem que entra pelos meus olhos fazendo-me parte suprema da natureza, criando-me e recriando-me a cada instante.
Que eu possa chorar menos de tristeza e mais de contentamentos.
Que meu choro não seja em vão, que em vão não sejam minhas dúvidas.
Que eu saiba perder meus caminhos mas saiba recuperar meus destinos com dignidade.
Que eu não tenha medo de nada, principalmente de mim mesmo: - Que eu não tenha medo de meus medos!
Que eu adormeça toda vez que for derramar lágrimas inúteis, e desperte com o coração cheio de esperanças.
Que eu faça de mim um homem sereno dentro de minha própria turbulência,
sábio dentro de meus limites pequenos e inexatos,
humilde diante de minhas grandezas tolas e ingênuas (que eu me mostre o quanto são pequenas minhas grandezas e o quanto é valiosa minha pequenez).
Que eu me permita ser mãe, ser pai, e, se for preciso, ser órfão.
Permita-me eu ensinar o pouco que sei e aprender o muito que não sei,
traduzir o que os mestres ensinaram e compreender a alegria com que os simples traduzem suas experiências;
respeitar incondicionalmente o ser; o ser por si só, por mais nada que possa ter além de sua essência,
auxiliar a solidão de quem chegou, render-me ao motivo de quem partiu e aceitar a saudade de quem ficou.
Que eu possa amar e ser amado. Que eu possa amar mesmo sem ser amado,
fazer gentilezas quando recebo carinhos; fazer carinhos mesmo quando não recebo gentilezas. Que eu jamais fique só, mesmo quando eu me queira só.
Amém.

Friday, 19 December 2008

Abraço grátis

Hoje eu recebi um abraço grátis. Embora tenha acontecido às 17:55h na Avenida Copacabana, em pleno mafuá natalino, Nelson Rodrigues tinha mesmo razão. O abraço surgiu 45 minutos antes do nada. O Fla-Flu que me perdoe e, olha, eu que já conhecia a campanha Free Hugs por outras vias, em outras eras, que já tinha visto e revisto o vídeo oficial do Juan Mann, postado aqui, compartilhado acolá, fiquei ali sorrindo, feliz da vida. Foi exatamente como eu havia imaginado um dia que haveria de ser e ao mesmo tempo muito melhor. Os meninos do grupo Free Hugs - Rio de Janeiro (quem quiser saber mais, eles têm uma comunidade no Orkut) ainda fizeram a gentileza de me fazer sortear uma frase que aqui reproduzo. E putz, como tudo ultimamente, tem vindo a calhar.

"Não devemos permitir que alguém saia da nossa presença sem se sentir melhor e mais feliz."


Abraços grátis, free hugs, aqui no good news, de Isabella Lychowski

Abraços grátis, free hugs, aqui no good news, de Isabella Lychowski
Vídeo com os meninos do Grupo Free Hugs - Rio de Janeiro no You Tube

Links relacionados

Comunidade FREE HUGS Rio de Janeiro no Orkut

Abraços Grátis no good news, Free Hugs on good news, Site oficial

Thursday, 18 December 2008

Do good anyway

Photo by Bill Eppridge, 1969, here on good news by Isabella LychowskiThe Paradoxical Commandments
by Dr. Kent M. Keith

People are illogical, unreasonable, and self-centered.
Love them anyway.
If you do good, people will accuse you of selfish ulterior motives.
Do good anyway.
If you are successful, you win false friends and true enemies.
Succeed anyway.
The good you do today will be forgotten tomorrow.
Do good anyway.
Honesty and frankness make you vulnerable.
Be honest and frank anyway.
The biggest men and women with the biggest ideas can be shot down by the smallest men and women with the smallest minds.
Think big anyway.
People favor underdogs but follow only top dogs.
Fight for a few underdogs anyway.
What you spend years building may be destroyed overnight.
Build anyway.
People really need help but may attack you if you do help them.
Help people anyway.
Give the world the best you have and you'll get kicked in the teeth.
Give the world the best you have anyway.

"The Paradoxical Commandments" were written by Kent M. Keith in 1968 as part of a booklet for student leaders.
Photo by Bill Eppridge, 1969, Time Inc

=============================================
Mesmo assim
(Texto afixado sobre o muro de Shishu Bhavan, o lar das crianças de Madre Tereza de Calcutá)

As pessoas são irracionais, ilógicas e egocêntricas.
Ame-as mesmo assim.

Se você tem sucesso em suas realizações,ganhará falsos amigos e verdadeiros inimigos.
Tenha sucesso mesmo assim.

O bem que você faz será esquecido amanhã.
Faça o bem mesmo assim.

A honestidade e a franqueza o tornam vulnerável.
Seja honesto mesmo assim.

Aquilo que você levou anos para construir, pode ser destruído de um dia para o outro.
Construa mesmo assim.

Os pobres têm verdadeiramente necessidade de ajuda, mas alguns deles podem atacá-lo se você os ajudar. Ajude-os mesmo assim.

Se você der ao mundo e aos outros o melhor de si mesmo, você corre o risco de se machucar.
Dê o que você tem de melhor mesmo assim.

Atreve-te



Atrevete, por supuesto.
Um anúncio da wwww.publi.tv. Não conheço. Ih, e lá vou eu reproduzindo imperativos de novo. ;-)

Sunday, 14 December 2008

O acaso vai me proteger ad infinitum

Quadro ´The Secret of Life`, de Antonio Dias, aqui no good news, de Isabella Lychowski Uma das frases mais buscadas aqui no good news é:

"o acaso vai me proteger"

"o acaso vai me proteger no google"

"o acaso vai me proteger no yahoo"

E por aí vai o acaso hieraquizado, compartilhado, buscado, encontrado, pesquisado, aprofundado, tageado, navegado, distribuído, intuído, sonhado, potencializado, caracterizado, multiplicado, somado, ratificado, corroborado, festejado, querido, amado, preconizado, sugerido, mencionado ad infinitum.

Não por acaso, ensina Don Miguel Ruíz, em "Os quatro compromissos" (The four agreements): seja impecável com a sua palavra.

Por supuesto, sejamos impecáveis com o acaso.

Quadro:

"The secret of life", Antonio Dias, 1969

Mais Antonio Dias:

"Anywhere is my land"

Saturday, 13 December 2008

Continho

Era uma vez um menino triste, magro e barrigudinho, do sertão de Pernambuco. Na soalheira danada do meio-dia, ele estava sentado na poeira do caminho, imaginando bobagem, quando passou um gordo vigário a cavalo:

- Você aí, menino, para onde vai essa estrada?
- Ela não vai não: nós é que vamos nela.
- Engraçadinho duma figa! Como você se chama?
- Eu não me chamo não, os outros é me chamam de Zé.

"Continho", de Paulo Mendes Campos.

=============================================

Ah, as delícias de se ter consciência do que é e do que dizem que é...

Friday, 12 December 2008

Who are we?

Who are we?, Quem somos nós? See Lao Tse´s answer here on good news, by Isabella Lychowski "at the center of your being you have the answer; you know who you are and you know what you want" (lao tzu)

Wednesday, 10 December 2008

A happy dog

video

A happy dog.

Um cãozinho que esbanja alegria. Mais vídeos de cãezinhos bacanas no dogwork.

"Wheresoever you go, go with all your heart."
Confucius or Kung zi (551 B.C. - 479 B.C.)

Dog saves dog

video

In the grainy video footage, a dog lays apparently alive but injured on a busy city highway in Chile. Then onto the road comes a dog into incredible traffic and pulls his friend off to the shoulder near safety.

There are still no news if dog survived afterall. If you are a sensitive person, please be aware this can be a hard video to watch in some moments.

This video is circulating online. Try phrase "dog saves dog" on Google (Nando´s tip) and you will be amazed how people are insterested in sharing stories of kindness.

===========================================

Amigo cão

Assista ao comovente vídeo de um cão salvando outro cão, que foi atropelado em uma avenida movimentada no Chile. As câmeras que captaram a ação do benfeitor são as câmeras que fazem o monitoramento de tráfego, por isso as imagens não são muito nítidas.

Se você é um pessoa sensível, esse vídeo contém algumas cenas duras de serem vistas, mas a solidariedade do pequeno cãozinho é imperdível. Infelizmente, não fica claro em nenhum post sobre o assunto se o cãozinho sobreviveu. Mas a ação do seu amigo ficou gravada e certamente nos servirá de exemplo.

O vídeo está circulando na Internet às centenas. Experimente a frase "dog saves dog" no Google (dica do Nando de como capturar resultados em mecanismos de buscas) e você vai ficar impressionado. As pessoas se mobilizam, se emocionam, compartilham as boas ações.

Saturday, 6 December 2008

Não coma o presépio!

Don´t eat the animals of the Christmas crib, não coma o presépio, here on good news, by Isabella Lychowski
Don´t eat the animals of the Christmas crib, não coma o presépio, here on good news, by Isabella Lychowski
Don´t eat the animals of the Christmas crib, não coma o presépio, here on good news, by Isabella Lychowski
Captions: "At this Christmas, don´t eat the animals of the Christmas crib!"
"Neste Natal, não coma o presépio!"
Where did I find this: Gil´s blog, Grupo pela Abolição do Especismo de Porto Alegre

Mais "neste Natal, não coma o presépio" no You Tube. Não tinha noção de como essa campanha anda bombando na Internet. (18/12/2008)



Atualização em 17/12/2008
Recebi por email o texto "Neste Natal, saia da rotina" (autor anônimo), que reproduzo aqui embaixo. Acredito que o texto traz informações interessantes e enriquece a sugestão de não comermos o presépio neste Natal.

Sou vegetariana (embora ainda por enquanto coma peixes e frutos do mar), mas não sou nem um pouco fã de imperativos: faça isso, ou não coma aquilo. Acredito que cada um é responsável por suas escolhas. Apesar do uso do imperativo, que eu pessoalmente não usaria, gostei muito da campanha do pessoal do http://www.gaepoa.org/, pois nos leva a refletir de maneira delicada e lúdica (cartazes acima) sobre o tema cardápio natalino, bem como sobre a incongruência que muitas vezes há entre o que pregamos e o que fazemos.

Neste Natal, saia da rotina
Observe o presépio: tem vaca, cabrito, cordeiro... todos observando o Menino Jesus. Agora pense na maneira como os Reis Magos celebraram a chegada do Deus Menino. Seus presentes foram ouro, incenso e mirra. Em nenhum momento, os magos, José ou Maria sugeriram assar um peru ou um pernil para comemorar.

E nada está mais distante do sentimento cristão do que os cardápios natalinos. As pessoas se esquecem de que os primeiros adoradores de Jesus foram justamente os animais, e aquiescem na matança desenfreada que ocorre nesta época do ano. Quintuplica-se o abate de perus e outras aves; porcos, cabritos e carneiros também são mortos em proporções absurdas.

As pessoas desejam "paz" em suas mensagens natalinas, mas celebram o nascimento do Menino Jesus com os cadáveres de criaturas inocentes! Esquecem-se talvez dos imensos danos que a indústria da carne acarreta ao meio ambiente ou não consideram válido o argumento de que a carne em suas mesas significa a fome de milhões de pessoas*. Pedem "saúde" no Novo Ano, enquanto abusam de gordura animal. Aos poucos, esta acaba por entupir suas veias e artérias, afetar o seu fígado bem como o equilíbrio de seus corpos e mentes.

Que tal celebrar um Natal diferente? Um Natal de paz e compaixão, extensivos a todos os seres.

* 50% dos grãos produzidos no mundo destinam-se ao fabrico de ração para os animais de engorda. Se esses mesmos grãos fossem utilizados diretamente na alimentação humana, simplesmente não haveria fome no mundo!

(Autor anônimo, recebido por e-mail)

Atualização em 18/12/2008

Desconhecia que o dia 25 de dezembro é também O Dia Mundial sem Carne, ou Meatless Day, no original em inglês. O objetivo dessa campanha mundial é mobilizar pessoas que queiram se abster de toda a comida oriunda de violência (carnes bovinas, de aves, peixes, etc), somente por este dia.

Essa campanha foi criada pela Missão Sadhu Vaswani, um santo da Índia moderna cuja filosofia de vida inclui compaixão por todas as criaturas.

Saiba mais em:
http://fotolog.terra.com.br/ong_anida:32
http://www.meatlessday.com/

Wednesday, 3 December 2008

Obama 2.0

Barack Obama on good news, by Isabella LychowskiWe can see the use of internet as a basis for processes and practice of democracy on Obama/Biden´s website (http://change.gov/newsroom/). So far 3,200 users have left their comments on one post of the "office of the President elect" blog. You can join this discussion.

=============================

A Internet vem se fortalecendo como um meio democrático de compartilhamento de informações. Ao usar o seu site change.gov como fórum de debate com usuários de internet para discutir questões de interesse para o futuro dos americanos (e do mundo...), a equipe de Barack Obama dá um ótimo exemplo prático de cidadania colaborativa digital. Confira o blog em http://change.gov/newsroom/.

Um dos posts recebeu até agora cerca de 3.200 comentários.

Não é de agora que Obama aderiu ao espírito wiki da web 2.0. Essa história vem de longe. Saiba mais sobre Obama 2.0 no blog do Gil Giardelli.

Monday, 1 December 2008

Oracle

Suggestion (from a Facebook friend):

* Grab the book closest to you. Now.
* Go to page 56.
* Find the 5th sentence.
* Enjoy your sentence. Does it make sense? If you wish send it to me via comment.
* Don't go looking for your favorite book, or the coolest one you have -- just grab the closest one.

M (Sweden, 01/12): Det är svårt att bedöma avstånd i meter, därför kan du använda dig av den sk tresekundersregeln istället.

I (Brasil, 01/12): almácega s. f. receptacle for water (from a noria or rain).

R (Brasil, 01/12): quando a proximidade revelou-se.

E (Brasil, 02/12): body, except that it might afford her a more ample opportunity and license to talk herself.

C (Brasil 02/12): Um ataque é essencialmente uma invasão de espaço - territorial, emocional, ideológico.

A (Brasil, 02/12): - Key business drivers sensitiveness

C (Brasil, 02/12): Sammy avait fini de rouler le joint pendant que Zeph chantait.

R (Brasil, 02/12): Na verdade, exercício financeiro anual ou semestral é ficção determinada pela necessidade de se tomar o pulso do empreendimento de tempos em tempos.
H (Greece, 03/12) Depois de um tempo, comeca a ficar quente demais na rua
A (Brasil, 03/12) cair fora.
R (Brasil, 03/12) viagem organizada

===================

===================
===================

===================

===================
Create your own word clouds at http://www.wordle.net/

Wednesday, 26 November 2008

Communication

video

Communication

Communication in many of its facets is not limited to humans, or even to primates. Every information exchange between living organisms — i.e. transmission of signals involving a living sender and receiver - can be considered a form of communication. Thus, there is the broad field of animal communication, which encompasses most of the issues in ethology. On a more basic level, there is cell signaling, cellular communication*, and chemical communication between primitive organisms like bacteria, and within the plant and fungal kingdoms. All of these communication processes are sign-mediated interactions with a great variety of distinct coordinations.

Related links

We´re all connected

Mobile phones

Ringtones only dogs can hear

=============================================

*This link was inspired by Jorge Luis Borges, who used in his books real and imagined literary references derived from an infinitely imaginary library.

=============================================

"If Jorge Luis Borges had been a computer scientist, he probably would have invented hypertext and the World Wide Web. Instead, being a librarian and one of the world's most widely read people, he became the leading practitioner of a densely layered imaginistic writing style that has been imitated throughout this century. Borges's stories are redolent with an intelligence, wealth of invention, and a tight, almost mathematically formal style that challenge with mysteries and paradoxes revealed only slowly after several readings. Highly recommended to anyone who wants their imagination and intellect to be aswarm with philosophical plots, compelling conundrums, and a wealth of real and imagined literary references derived from an infinitely imaginary library."

Saturday, 22 November 2008

The Four Agreements

The four agreements graphic, available on good news, by Isabella Lychowski
Be Impeccable With Your Word. Speak with integrity. Say only what you mean. Avoid using the word to speak against yourself or to gossip about others. Use the power of your word in the direction of truth and love.
Don’t Take Anything Personally. Nothing others do is because of you. What others say and do is a projection of their own reality, their own dream. When you are immune to the opinions and actions of others, you won’t be the victim of needless suffering.
Don’t Make Assumptions. Find the courage to ask questions and to express what you really want. Communicate with others as clearly as you can to avoid misunderstandings, sadness and drama. With just this one agreement, you can completely transform your life.
Always Do Your Best. Your best is going to change from moment to moment; it will be different when you are healthy as opposed to sick. Under any circumstance, simply do your best, and you will avoid self-judgment, self-abuse and regret.
=============================================
Don Miguel Ángel Ruiz (born 1952) is a Mexican author, nagual, shaman and teacher.
He went to medical school and was a surgeon until a near-death-experience impelled him to seek answers in ancestral traditions of the Toltec in which his mother was a curandera (healer), and his grandfather a nagual (shaman) who, after death, continued to teach Ruiz in his dreams.
=============================================
Don Miguel Ruiz 's book, The Four Agreements was published in 1997, whose ideas come from the ancient Toltec wisdom of the native people of Southern Mexico. The Toltec were 'people of knowledge' - scientists and artists who created a society to explore and conserve the traditional spiritual knowledge and practices of their ancestors. The Toltec viewed science and spirit as part of the same entity, believing that all energy - material or ethereal - is derived from and governed by the universe.
Don Miguel Ruiz survived a serious heart attack 2002, since when his teachings have been largely channelled through seminars and classes run by his followers, notably his sons Don Jose Luis and Don Miguel Ruiz Junior. The simplicity and elegance of his thinking remains a source of great enlightenment and aspiration. The simple ideas of The Four Agreements provide an inspirational code for life; a personal development model, and a template for personal development, behaviour, communications and relationships.
=============================================

Wednesday, 12 November 2008

A Internet em frases

Como melhor definir a Internet? Clique aqui para ver frases sobre a internet...

Ad infinitum
Vem que tem
Menos é mais
O que é meu também é seu
O fio de Ariadne
A caixa de Pandora
Só sei que nada sei
Todos as frases acima
Nenhuma das frases acima

Outras (sugestões são bem-vindas)

E você, tem alguma sugestão?

16/11/2008
I see good people (adorei essa sugestão indireta do Nando, agora precisamos traduzir, ou não, como diria Caetano)
Vale o escrito (hum, frase capciosa também vale?)

Tuesday, 11 November 2008

Até tu, Hemingway?!

Navegando por aí, encontrei o coppyblog, um blog bacaninha que dá dica igualmente bacaninhas para nós... blogueiros.

Blogueiros por princípio compartilham. Então vamos lá. O segredo, não espalhem, é sermos acima de tudo simples. A Internet segue a sábia a cartilha do menos é mais. Ah, o zen já nos ensinava isso.

O coppyblog compartilha 5 dicas de Ernest Hemingway de como escrever bem.
=============================================

Ernest Hemingway’s Top 5 Tips forWriting Well
by Brian Clark


Editado, porque a dica nº 4 é aquela que cai aqui no good news como uma luva. Tradução em breve.

1. Use short sentences.
Hemingway was famous for a terse minimalist style of writing that dispensed with flowery adjectives and got straight to the point. In short, Hemingway wrote with simple genius.

2. Use short first paragraphs.

3. Use vigorous English.

4. Be positive, not negative.
Since Hemingway was not necessarily the cheeriest guy in the world, what does he mean by be positive? Basically, you should say what something is rather than what it isn’t.
By stating what something isn’t can be counterproductive since it is still directing the mind, albeit in the opposite way. If I told you that dental work is painless for example, you’ll still focus on the word “pain” in “painless.”
• Instead of saying “inexpensive,” say “economical,”
• Instead of saying “this procedure is painless,” say “there’s little discomfort” or “it’s relatively comfortable,”
• And instead of saying “this software is error-free” or “foolproof,” say “this software is consistent” or “stable.”

5. Never have only 4 rules.
============================================

E como não poderia deixar de ser, salve nosso Guimarães Rosa, que nonada já dizia:

"A infelicidade é questão de prefixo."

Humanitarian Lion

video

E se os publicitários que apresentassem a melhor idéia de campanha para um mundo melhor também ganhassem um prêmio?

Essa é a proposta da Humanitarian Lion: criar uma uma nova categoria no Festival de Publicidade de Cannes, que consistiria em dar um prêmio para a melhor idéia de campanha que tivesse um cunho social e responsável. E, uma vez escolhida a idéia, mãos à obra, partir para a sua excecução.

No site oficial do projeto, você pode se inscrever para apoiar a campanha. No momento em que eu acessei o site, havia 871 assinaturas em favor da Humanitarian Lion.

Fiquei sabendo dessa boa notícia no blog do Gil.

http://www.humanitarianlion.com/

Tuesday, 4 November 2008

If the world could vote?

Charge de Patrick Moberg aqui no blog good news de Isabella Lychowski

Vambora, moçada!

http://www.patrickmoberg.com/november-4-2008.jpg

(dica do Nando)

=========================================

Discurso de Barack Obama como presidente eleito

=====================================

Atualize sua gíria

"Não se diz mais ´mó barato` para elogiar alguma coisa, mas

´mó Obama`."

(notinha da Coluna Gente Boa, O Globo, 13/11/2008)

========================================

E, já que estamos falando em cores,

por acaso faz algum sentido essa história de que temos uma cor?

E o Brasil, já teve um presidente branco?

Caetano acha que sim.

video

Vale dar uma espiada na contribuição do João Paulo Cuenca para uma "descrição" de raça brasileira:

"Diz-se que o passaporte brasileiro no mercado negro é o mais caro do mundo. Isso aconteceria porque, etnicamente, qualquer ser humano pode se passar por um de nós. Somos a mescla mais desconexa de DNA do Planeta. Por isso, o brasileiro é um disfarce que jamais despertará dúvidas. Brasileiros são ruivos e índios, brancos e negros, indistintamente e sem traço comum."

continuação da crônica do Cuenca de 04/11/2008

Fontes:

Vídeo: Blog Obra em Progresso, de Caetano Veloso

Trecho do texto do Cuenca: Blog do Cuenca

Saturday, 1 November 2008

Causa nobre

Este é o post nº 2 da série "Alhos e Bugalhos"!
Causa
cau.sasf (lat causa) 1 Aquilo que determina a existência de uma coisa. 2 O que determina um acontecimento. 3 Agente. 4 Motivo, razão. 5 Origem, princípio. 6 Ação judicial, demanda. 7 Interesse, partido. C. de conferência: aquela em que os juízes votam verbalmente. C. final: o fim último das coisas. C. ocasional: a que não produz realmente o efeito, mas dá causa imediata à ocasião de o produzir. C. primeira, Filos: o Ser incriado; Deus. C. pública: o Estado, a Nação.
Nobre
no.breadj m+f (lat nobile) 1 de descendência ilustre. 2 Que tem títulos nobiliárquicos. 3 Que é próprio da nobreza. 4 Alto, elevado, magnífico. 5 Digno de estima; brioso. 6 Bravo, valente. 7 Majestoso. 8 Distinto, ilustre, notável. 9 Que revela elevação moral, generosidade, grandeza de alma. 10 Diz-se do andar de uma casa imediatamente superior à loja ou sobreloja. sup abs sint: nobilíssimo e nobríssimo. Antôn (acepções 1, 2 e 3): Plebeu. s m+f 1 Pessoa que, por direito de nascimento ou graça régia, pertence à nobreza; fidalgo, pessoa nobre. 2 gír Ladrão que não mata nem fere.

Assim sendo, proponho incluir na categoria bugalhos a matéria de capa do Globinho, de 25/10/2008 (sobre o Dia das Bruxas, com o título "Que feias! As bruxas mais horrorosas do cinema"), com ênfase para o lead da matéria, que reproduzo aqui embaixo:

"Talvez este seja o Globinho com a maior concentraçãode gente feia que já fizemos. Mas a causa é nobre. Já que o Dia das Bruxas é na próxima sexta-feira, recorremos ao cinema para mostrar quem são os feiticeiros mais feios e cruéis de todos os tempos."

Ãh??? O Dia das Bruxas é
uma causa nobre???

Olha, nossas crianças merecem aprender o real significado da expressão causa nobre!
E, já que estamos falando em causas nobres, desejo a todos um
Feliz Ano Novo, inspirada pelo blog do Nando.

Links relacionados:
ãh, Diwali Festival, etc

Mutações

Capa do livro Mutações, de Liv Ullmann, publicada no blog good news de Isabella LychowskiFolha - E que aspectos do trabalho de Bergman você tem de esquecer para poder filmar?

Ullmann - Acho que eu nunca faria filmes com seus temas, porque são temas depressivos, cheios de culpa e pecado. Acho que devemos fazer filmes com esperança.

Trecho da entrevista de Liv Ullmann a José Geraldo Couto, publicada em 8/11/1996 no jornal Folha de S. Paulo, por ocasião do lançamento de Kristin - Amor e Perdição no Brasil.

=============================================

O livro "Mutações", de Liv Ullmann, de 1976, está sendo relançado pela Cosac Naify. Uma boa pedida.

=============================================

Tuesday, 28 October 2008

We are all connected

There are times when we may feel disconnected from the world. Our actions can seem like they are of no major consequence, and we may feel like we exist in our own vacuum. Yet, the truth is that our simplest thought or action - the decisions we make each day, and how we see and relate to the world - can be incredibly significant and have a profound impact on the lives of those around us, as well as the world at large. The earth and everything on it is bound by an invisible connection between people, animals, plants, the air, the water, and the soil. Insignificant actions on your part, whether positive or negative, can have an impact on people and the environment that seem entirely separate from your personal realm of existence. Staying conscious of the interconnection between all things can help you think of your choices and your life in terms of the broader effect you may be creating.

Think of buying a wooden stool. The wood was once part of a tree which is part of a forest. A person was paid to fell the tree, another to cut the wood, and yet another to build the stool. Their income may have had a positive effect on their families, just as the loss of the tree may have had a negative impact on the forest or the animals that made that tree their home. An encouraging word to a young child about their special talent can influence this person to develop their gift so that one day their inventions can change the lives of millions. A poem written “merely” to express oneself can make a stranger reading it online from thousands of miles away feel less alone because there is someone else out there who feels exactly the way they do.

Staying conscious of your connection to all things can help you think of your choices in terms of their impact. We are powerful enough that what we do and say can reverberate through the lives of people we may never meet. Understanding that you are intimately connected with all things and understanding your power to affect our world can be the first step on the road to living more consciously.

Anonymous author (received by email)

Lua nova

Lua nova de 28 de outubro de 2008, publicada no blog good news de Isabella LychowskiEstava de olho na Lua Nova, essa de 28 de outubro de 2008, essa mesma que me traz de tão longe esse novo que é não é novo, e embora tão conhecido, me deixa sem palavras diante da vida.

Monday, 27 October 2008

Seeing the invisible

Dog sniffing flower, photo by Gary Settles published on blog good news by Isabella LychowskiAn Airedale dog sniffing a small flower, which was warmed to help make the airflow visible.
Photo: Gary Settles/Penn State

At Pennsylvania State University, a professor of engineering has captured something less whimsical but no less ephemeral — a cough — on film.

The image, published online Oct. 9 by The New England Journal of Medicine, was created by schlieren photography, which “takes an invisible phenomenon and turns it into a visible picture,” said the engineering professor, Gary Settles, who is the director of the university’s gas dynamics laboratory.

Story: The Mysterious Cough, Caught on Film
By Denise Grady
Published: NYT, October 27, 2008

Sunday, 26 October 2008

Bermuda larga

muitos lutam por uma causa justa
eu prefiro uma bermuda larga

Estrofe do poema bermuda larga do Chacal.

Após derrota, Gabeira afirmou que "vai trabalhar pelo Rio, mas agora de chinelo e bermuda."

Gabeira, valeu! Foi por pouco. Boa sorte ao vencedor.

Amanhã continuará sendo um novo dia.

Aliás, amanhã será um novo dia é a vinheta do filmaço "Vocês, os vivos", do Roy Andersson.

======================================
A eleição em números:

20,25% de abstenção no 2° turno, 927 mil votos!
17,91% de abstenção no 1º turno
1,66% de diferença entre Paes e Gabeira, 55 mil votos, num eleitorado de 4,5 milhões!
50,83% Paes contra 49,17% Gabeira
Ah, e esse feriado antecipado dos servidores públicos para a segunda-feira? Hum, não sei não.
2,52% brancos
6,01% nulos
=======================================
Fontes:
Uol, O Globo, 28/10/08, pág 09

Saturday, 25 October 2008

Eu voto no Gabeira!

Esse post é uma declaração de voto. Voto no Gabeira!

Reproduzo abaixo o email de um dos voluntários da campanha, o Fabiano Carnevale. É com esse espírito (de buscar positivamente soluções, sem enfrentamentos) que eu vou votar.

http://br.youtube.com/watch?v=YDxgcEebZrg

Desejo uma boa eleição para todos!
=============================================
Sent: Friday, October 24, 2008 10:06 PM
Subject: Ninguém segura a força de um movimento!

Voluntári@s, Chegamos ao fim de uma inesquecível campanha eleitoral. Graças a uma quebra de palavra num acordo que estava previsto para ser assinado hoje, a campanha na internet será encerrada às 23h59. A campanha de Eduardo Paes, sabedora da qualidade e da presença do nosso movimento na Rede, voltou atrás e não assinou o acordo previsto desde o início da semana, que garantiria o site de campanha até domingo.

Dessa forma, esse é o último e-mail que envio a vocês antes da votação. Quero agradecer a cada um(a) de vocês, que fizeram desta campanha, a maior mobilização em rede já vista no Brasil. Encerramos essa campanha com quase 10.000 pessoas inscritas como voluntários e com mais de 5.000.000 de hits e 2.500.000 de páginas visualizadas. Nosso canal do YouTube chegou a estar na primeira colocação de acessos entre os produtores de conteúdo no Brasil e entre os 100 mais acessados do mundo!

Essa campanha entra para a História como um marco da articulação entre política e internet no Brasil. Disponibilizamos pela rede um amplo material informativo e trouxemos a transparência das contas eleitorais para o centro do debate político no Rio.

E, principalmente, construímos um movimento maravilhoso. Agradeço em primeiro lugar a participação fundamental dos coordenadores regionais e dos colaboradores mais próximos, que dedicaram seu tempo e empenho para ajudar a mover todas as peças da nossa rede. Agradeço também a todos/as que, anonimamente, enviaram e-mails a conhecidos, colocaram os símbolos da campanha em suas fotos e fizeram todo o tipo de mobilização que a internet permite. Foram vocês que mostraram ao Rio que temos uma oportunidade histórica de eleger uma pessoa como Fernando Gabeira para prefeito.

E não paramos por aqui! Vamos fazer dessa campanha um ponto de partida para algo muito maior. Domingo, vamos estar todos nas ruas e mostrar para todo o Brasil que nenhum boato, nenhuma mentira e nenhuma difamação pode SEGURAR A FORÇA DE UM MOVIMENTO!

Segunda-feira, não tenho dúvidas, será um lindo dia: http://br.youtube.com/watch?v=YDxgcEebZrg

Até a vitória!

Fabiano Carnevalefabiano.carnevale@gmail.com

RECOMENDAÇÕES GERAIS

Provocações: A previsão é de um domingo agitado e tenso, sabemos que a estratégia de campanha do adversário é agredir, ofender e mentir. NÃO ACEITE PROVOCAÇÕES. Nossa proposta de campanha é limpa, educada e pacífica. Se você for constrangido por alguma manifestação agressiva, procure a delegacia mais próxima e ligue para o nosso comitê, que estará de plantão durante todo o dia da votação: 2233-1942.

Precisamos da sua ajuda: Pedimos também que você relate se por um acaso encontrar alguém fazendo campanha negativa (seja pela distribuição de panfletos ou através de carros de som), relate imediatamente ao comitê. Se puder, tire fotos com o celular e envie para: fabiano.carnevale@gmail.com

Mostre sua opção: Quando for votar, não deixe de portar algum símbolo da campanha de usar uma peça verde no seu vestuário. Cole um adesivo na roupa, leve sua bandeira, escreva na camisa o número 43, tudo isso é permitido pela lei e ajuda a construir um clima de movimento em ação (veja abaixo o que você pode e o que não pode fazer no dia 26).
Corrente positiva: Se você tiver adesivos sobrando até sábado, distribua entre os seus amigos e familiares simpatizantes da campanha. Construa uma corrente positiva.
Faça você mesmo: Se você não tiver adesivo para distribuir, imprima num papel o nome do Gabeira e o número 43.

O que você pode fazer no dia da votação...

- É permitida, no dia das eleições, a manifestação individual e silenciosa da preferência do eleitor por partido político, coligação ou candidato, revelada no uso de bandeiras, camisas, bonés, broches ou adesivos em roupas ou veículos particulares.
- É permitido o carregamento de faixas por duas pessoas, desde que não respeitem os limites estabelecidos pelos fiscais eleitorais (em geral, cerca de 200m dos locais de votação).

O que você NÃO pode fazer no dia da votação...

- No dia da eleição, é proibida a aglomeração de pessoas e veículos com material de propaganda, caracterizando manifestação coletiva de preferência eleitoral.
- Não é permitido o uso de alto-falantes, nem a realização de comícios ou carreatas.

Wednesday, 22 October 2008

Um irmão? | One brother?

Morro Dois Irmãos, foto de Hariklia Papapetrou publicada no blog good news de Isabella LychowskiPara alcançar o conhecimento, acrescente coisas todos os dias.
Para alcançar a sabedoria, remova coisas todos os dias.
Lao Tsé , filósofo chinês taoísta, 600 aC

To attain knowledge, add things every day. To attain wisdom, remove things every day.
Tao Te Ching, ch. 48

Fontes ~ Sources:
"Dois Irmãos encobertos por nuvem", foto de Hariklia, 2007"The Two Brothers Hill (Morro Dois Irmãos) hidden by clouds, photo by Hariklia, 2007

espaço reservado pelo blog para remoção de nuvens... espaço reservado pelo blog para remoção de nuvens... espaço reservado pelo blog para remoção de nuvens... espaço reservado pelo blog para remoção de nuvens... espaço reservado pelo blog para remoção de nuvens... espaço reservado pelo blog para remoção de nuvens... espaço reservado pelo blog para remoção de nuvens... espaço reservado pelo blog para remoção de nuvens espaço reservado pelo blog para remoção de nuvens... espaço reservado pelo blog para remoção de nuvens... espaço reservado pelo blog para remoção de nuvens

e etc

Morro Dois IrmãosFoto ~ Image: Dois Irmãos

espaço reservado pelo blog para instalação de nuvens! espaço reservado pelo blog para instalação de nuvens! espaço reservado pelo blog para instalação de nuvens! espaço reservado pelo blog para instalação de nuvens! espaço reservado pelo blog para instalação de nuvens! espaço para instalação de nuvens!

e etc


Instalação Nuvem de Eduardo Coimbra, publicada no blog good news de Isabella Lychowski

Instalação "Nuvem", de Eduardo Coimbra. Na Praça XV, até o dia 2 de novembro.
Assista à "Nuvem" no You Tube

Em breve: "Nuvem cigana", Paul Klee, a "A Nuvem do não-saber" e cloud computing. Oba!

Mais sobre cloud computing:

The Economist, Oct 23rd 2008, IDG, 14 de agosto de 2008, Wikipédia, You Tube, etc

Monday, 20 October 2008

Towards OneWebDay 2009

One Web Day, initiative founded by Susan Crawford, logo published on good news blog by Isabella Lychowski

I am grateful to have had the opportunity to take part of the OneDayWeb Stories Contest. Thank you.

OneWebDay is a global initiative founded by Susan Crawford which main´s purpose is to focus attention on a key internet value (this year, online participation in democracy), focus attention on local internet concerns (connectivity, censorship, individual skills), and create a global constituency that cares about protecting and defending the internet. So, think of OneWebDay as an environmental movement for the Internet ecosystem. It’s a platform for people to educate and activate others about issues that are important for the Internet’s future.

How can you help the Web on OneWebDay?
1. If you’re a Web user, use a standards-compliant Web browser like Firefox or Opera. They’re free, faster, and more protective of your privacy. And because they conform to Web development standards, they make things easier for people who make Web sites. If you’re a Web developer, test your sites with the w3c’s Markup Validation Service.
2. Edit a Wikipedia article. Teach people what you know, and in so doing, help create free universal knowledge.
3. Learn about an Internet policy issue from the Center for Democracy and Technology, and teach five other people about it. There are real legal threats that could drastically change the way the Internet works. We should all be aware of them.
4. Take steps to ensure that your computer can’t be treated like a zombie. Computer viruses can steal your personal information. They can also cause major network outages on the Web, slowing things down and making sites inaccessible. Vint Cerf estimates that more than 150 million PCs have already been zombified, and are now awaiting their next order. To learn more about the threat of zombie computers, read this article.
5. Join an Internet rights advocacy group:
Become a member of the Electronic Frontier Foundation. The EFF has championed the public interest in every critical battle affecting digital rights, from privacy to free speech to Internet service.
Join the Internet Society. ISOC is dedicated to ensuring the open development, evolution and use of the Internet for the benefit of people throughout the world, particularly by establishing Internet infrastructure standards.
Support Creative Commons by donating and by using their licenses to copyright your work. If you’re outside the U.S., help support their counterpart, iCommons.
6. Help promote public Internet access. If you live in a city, there is likely an organization dedicated to providing free wireless access in public spaces.
7. Donate to the Wikimedia Foundation. The Wikimedia Foundation supports not only Wikipedia, but several other projects to create free knowledge: textbooks, news, learning tools, and more.
8. Donate a computer. You can donate a new $100 laptop to children in impoverished countries, or donate your used computer to Goodwill or a school.
9. Write your OneWebDay story. Talk about what the Internet means to you and why One WebDay matters at http://onewebday.org/stories*
10. If your city is hosting a OneWebDay event, show up on September 22 and participate.

* My contribution:
http://onewebday.org/stories/?page_id=357
http://onewebday.org/stories/?p=219

OWD, foi um prazer!

OneWebDay banner, One Web, One World, One Wish. Onewebday was founded by Susan Crawford, logo published on good news blog by Isabella LychowskiNavegando por aí, há alguns meses, fiquei sabendo da existência do OneWebDay, uma iniciativa sem fins lucrativos, criada por Susan Crawford, que busca fortalecer a Internet como um meio democrático de compartilhamento de informações.
Sobre o One Web Day, como tão bem o OWD se auto-define no seu website (no original em inglês):
OneWebDay is an Earth Day for the internet. The idea behind OneWebDay is to focus attention on a key internet value (this year, online participation in democracy), focus attention on local internet concerns (connectivity, censorship, individual skills), and create a global constituency that cares about protecting and defending the internet. So, think of OneWebDay as an environmental movement for the Internet ecosystem. It’s a platform for people to educate and activate others about issues that are important for the Internet’s future.
Me identifiquei com a proposta do OWD de cara e logo me vi com a mente "fervilhando" com algumas idéias que preferi que primeiro amadurecessem antes que as pudesse levar ao forno. Todo o processo foi bastante prazeroso. Contribuir de alguma maneira com o OWD Stories Contest me fez me sentir em "casa".
O verso do Gilberto Gil da canção Refazenda
"Amanhecerá tomate e anoitecerá mamão" esteve sempre presente, pairando, e é um boa definição de como tudo aconteceu, de como a Internet rola e, inevitavelmente, deu muitos panos para a manga. Opa, mais uma fruta!
tomate e mamão, no blog good news de Isabella Lychowski

E não é que os frutos realmente "amanheceram", ou despertaram ou amadureceram, cada um em seu tempo e na sua hora, e me trouxeram uma bela supresa? Fiquei bem classificada nesse "concurso de compartilhamento", que nos incentiva a debater nossas experiências e visões sobre o papel da Internet no mundo. Confesso que fiquei assim, hum, meio envergonhada e também feliz, é claro, mas é isso (não espalhem!). Foi um prazer.
Minha contribuição:

Thursday, 16 October 2008

Alhos e bugalhos

Alhos
Na categoria alhos proponho a inclusão de telas de Van Gogh e Picasso e de... alhos!




São designadas como alho algumas plantas do gênero Allium (mas não só), embora o termo se aplique especificamente ao Allium sativum, uma planta perene cujo bulbo (a "cabeça de alho"), composto por folhas escamiformes (os "dentes de alho"), é comestível e usado tanto como tempero como para fins medicinais.


Bugalhos

Na categoria bugalhos proponho a inclusão das denominações " Van Gogh" para clientes de um banco e "Picasso" para modelo de um carro e de... bugalhos!

Chama-se bugalho a uma excrescência de forma arredondada que se forma em algumas espécies de ávores do género Quercus (carvalhos, sobreiros e azinheiras) na sequência do depósito, num dos seus ramos, de um ovo de vespa. A vespa desenvolve-se e alimenta-se no interior do bugalho, onde passará por todas as fases das suas metamorfoses: larva, ninfa e inseto adulto.
Em Portugal era frequente que as crianças utilizassem bugalhos como berlindes.

E a expressão, bonitinha, que usamos é: "não vamos misturar alhos com bugalhos", ou "não confunda alhos com bugalhos".

Links filosóficos (alguns com fundo musical)

SEO (Search Engine Optimization) - não confunda alhos com bugalhos

Por que sempre dizem não confundam alhos com bugalhos?

Árvore frondosa

Wednesday, 8 October 2008

Now

Fleeing the Tiger
One day while walking through the wilderness a man stumbled upon a vicious tiger. He ran but soon came to the edge of a high cliff.Desperate to save himself, he climbed down a vine and dangled over the fatal precipice. As he hung there, two mice appeared from a hole in the cliff and began gnawing on the vine.
Suddenly, he noticed on the vine a plump wild strawberry. He plucked it and popped it in his mouth. It was incredibly delicious!
Sources:
The 183 cat on the roof

Gato no teto 186

Um homem viajando em um campo encontrou um tigre. Ele correu, o tigre em seu encalço. Aproximando-se de um precipício, tomou as raízes expostas de uma vinha selvagem em suas mãos e pendurou-se precipitadamente abaixo, na beira do abismo. O tigre o farejava acima. Tremendo, o homem olhou para baixo e viu, no fundo do precipício, outro tigre a esperá-lo. Apenas a vinha o sustinha.Mas ao olhar para a planta, viu dois ratos, um negro e outro branco, roendo aos poucos sua raiz.

Neste momento seus olhos perceberam um belo morango vicejando perto. Segurando a vinha com uma mão, ele pegou o morango com a outra e o comeu."Que delícia!", ele disse.

Fontes:
http://lazully.blogspot.com/2008/02/koans-e-contos-zen-1.html
Gato no teto 186 :-)

Sunday, 5 October 2008

Curtas sobre a crise (?)

>>>"Em 1985, a ´The Economist` perguntou a vários grupos sociais, inclusive economistas, o que seria da economia britânica em 1995. Dez anos depois, quem mais acertou as previsões foram os garis londrinos."

Fonte:
Coluna do Ancelmo Góis, O Globo, 06/10/2008, pg 37



>>>Em chinês a palavra "crise" é representada por um ideograma, que por sua vez é constituído de dois ideogramas: "momento de grande perigo" junto com "oportunidade".

Fonte:
http://chrysaliis.blogspot.com/2007/05/sabedoria-oriental.html

>>> Hora de usar o dinheiro que o Cildo Meireles premonitoriamente criou em 1978!?

>>>Em dezembro de 2008, Plutão entra em Capricórnio, anunciando tempos de mudança de comportamento da humanidade.

>>> "A crise pode mostrar às pessoas que consumir, consumir, consumir pode não ser uma maneira de viver. Em vez de ficarem chateados por causas da crise, aproveitem para se perguntar do que realmente precisam."
Helio Mattar, presidente do Instituto Akatu, Caderno Razão Social, O Globo, 02/02/09

>>>"Muita gente vai perder dinheiro, mas quem realmente está encarando a ruína são bilionários e novos ricos que se aproveitaram das disparidades do crescimento nos últimos anos. A mídia estrangeira gosta de exagerar as coisas, mas a vida continua e todos aprenderemos algo. Especialmente a lição de que não precisamo de tanto consumismo, mas de uma sociedade em que a prosperidade se dê em termos de saúde e educação."
Eirikur Bergmann, cientista político islandês, O Globo, 19/10/2008, pág 39

>>>Pesquisa inédita mostra que 80 grandes empresas (no Brasil) com ações na Bolsa obtêm mais da metade do seu lucro com especulação financeira.
Fonte: O Globo, Capa, 19/10/2008

>>>Depoimento de Nicolas Sarkozy: - "É necessária a refundação global do capitalismo, baseada em valores que ponham as finanças a serviço dos negócios e dos cidadãos, e não vice-versa." Fonte: Coluna do Ancelmo, O Globo, 16/10/2008, pág 18

>>>"Já há quem preveja para a próxima década um planeta economicamente melhor, com os países classificados como ricos reduzindo sua participação para menos da metade do produto bruto mundial, enquanto os que estão emergindo (Brasil, inclusive) ocupariam a outra metade."
Fonte: Trecho da coluna de George Vidor, O Globo, 13/10/2008, pág 13

>>>Alguém disse a Madre Teresa de Calcutá, ao vê-la cuidando de leprosos: "Não faria isso por dinheiro nenhum no mundo", e ela teria respondido: "Nem eu"."
Donata Meirelles, Revista O Globo, 19/10/2008, pág 16
>>>"Não sabendo que era impossível, ele foi lá e fez."
Jean Cocteau
>>>"Se não fazes parte da solução, fazes parte do problema."
Atribuído a Eldrige Cleaver
>>>"Para que resulte o possível deve ser tentado o impossível."
Hermann Hesse
>>>"Tudo que pode ser revolvido com dinheiro, é barato."
Erich Maria Remarque, em "Arco do Triunfo".
>>> "Los grilletes de oro son mucho peores que los del hierro."
Mahatma Gandhi
>>> "Só quando a última árvore for colocada abaixo, só quando o último rio for envenenado, só quando o último peixe for capturado, só então vocês compreenderão que o dinheiro não presta para se comer e nem beber".
Profecia Cree
>>> "Vocês se perdem no meio de tanto medo de não conseguir dinheiro para comprar sem se vender?"
"Fátima", Capital Inicial

>>>

Autor: Eric Burke

>>>Sugestão de filme>>> "Happy-go-lucky", de Mike Leigh.

>>> Um conto zen anônimo:
- Eu sou um homem muito rico, tenho casa com piscinas.
- Tenho também porcos e galinhas.
- Mas eu, tenho piscinas dentro de casa.
- Eu também... tenho porcos e galinhas dentro de casa.


=============================================

Longas sobre a crise (?)

O vendedor de milho cozido (autor desconhecido)

Um homem vivia à beira de uma estrada e vendia milho cozido. Ele não tinha rádio, nem televisão e nem acesso a jornais, mas preparava e vendia bons milhos cozidos. Ele não se preocupava muito com a divulgação do seu negócio. Colocar cartazes pela estrada e oferecer o seu produto em voz alta era suficiente. O povo vinha e comprava.

As vendas iam aumentando e ele passou a comprar um milho de melhor qualidade. Foi necessário também adquirir um fogão maior para atender à grande demanda. O negócio prosperava. O seu milho cozido era o melhor de toda região!

Fez questão de investir tudo que ganhou nos estudos do seu filho. O menino cresceu e finalmente, economista formado, voltou para casa para visitar o pai. Quando percebeu que o pai continuava com a "vidinha de sempre", tratou de ter uma séria conversa com ele:
- Pai, você não ouve rádio? Você não vê televisão e não lê os jornais?
Há uma grande crise no mundo. A situação do nosso país é crítica. Está tudo ruim, o Brasil vai quebrar.

Depois de ouvir as considerações do filho doutor, o pai pensou:
- Bem, se meu filho que estudou economia, lê jornais, vê televisão, acha isto, então só pode estar com a razão.

Com medo da crise, o pai procurou um fornecedor de milho mais barato (e, portanto, de pior qualidade). Para economizar, parou de fazer cartazes de propaganda na estrada. Abatido pela notícia da crise, já não oferecia o seu produto em voz alta. Tomadas essas "providências", as vendas começaram a cair e foram caindo, caindo e chegaram a níveis insuportáveis. O negócio de milho cozido, que antes gerava recursos até para o filho estudar na melhor escola, quebrou.

O pai, triste, então falou para o filho:
- Você estava certo, meu filho, nós estamos no meio de uma grande crise.
E comentou com os amigos, orgulhoso:
- Bendita a hora em que fiz o meu filho estudar economia, ele me avisou da crise...

Moral da história:
Vivemos em um mundo contaminado por más notícias. E, se não tomarmos o devido cuidado, elas nos influenciarão a ponto de roubarem a nossa confiança, simplicidade e prosperidade.

Autor desconhecido